Irani capta R$ 405 milhões em follow-on e inicia migração para Novo Mercado

A Irani Papel e Embalagem, uma das líderes brasileiras do setor, realizou uma bem sucedida oferta pública de ações ordinárias (follow-on), com captação de R$ 405 milhões e deu início à migração para o Novo Mercado da B3. Listada na bolsa desde 1977, a Irani será a primeira do segmento de papel e embalagem a fazer parte do seleto grupo de empresas que possui o mais alto nível de governança corporativa da bolsa brasileira. Com a operação a empresa fará um plano de expansão que compreende projetos com um investimento total estimado em R$ 1,2 bilhão para ampliação de capacidade e melhorias em suas unidades fabris. Para marcar esse novo ciclo virtuoso a Irani também promoveu uma mudança muito representativa e apresenta uma nova marca: moderna e conectada ao atual momento de evolução da empresa e da sociedade.

Os recursos obtidos na operação serão utilizados integralmente para os projetos de crescimento da companhia, que consistem na expansão da área de recuperação de químicos e utilidades nas unidades de fabricação de papel, na ampliação da capacidade de produção de embalagens de papelão ondulado no Estado de Santa Catarina, na expansão da fábrica de papel e uma nova unidade produtora de embalagem em Minas Gerais, além da ampliação da geração de energia hidroelétrica, entre outros. Com estes investimentos a Irani ficará autossustentável em energia renovável e aumentará a produção de embalagens de papel para a indústria alimentícia, varejo, e-commerce e delivery. “Nós, da Irani, seguimos sempre firmes em nossa missão de construir relações de valor e, com isso, temos conseguido superar os desafios e evoluir em direção a um futuro ainda mais promissor. A operação que acabamos de realizar nos impulsiona para uma nova etapa muito significativa da história da nossa companhia. Estamos muito orgulhosos de tudo que construímos até aqui e prontos para esse novo ciclo de prosperidade”, frisa Sérgio Ribas, diretor-presidente.

Após aprovar a migração para o Novo Mercado em assembleia, realizada em fevereiro, a Irani já iniciou os trabalhos que incluirão a conversão das ações preferenciais por ações ordinárias, além da implementação de políticas, códigos e regimentos internos exigidos pela B3. O processo todo levará até 6 meses. “Nossa trajetória sempre foi pautada pela ética, sustentabilidade e transparência em nossas atitudes. Migrar para o Novo Mercado será um passo consistente com a história da Irani”, reforça Odivan Cargnin, diretor de administração, finanças e relações com investidores.

A Irani Papel e Embalagem tem uma trajetória pautada pelo respeito e preocupação com a sustentabilidade, com as pessoas e com a perenidade do negócio. “A Irani é uma empresa que historicamente segue os critérios ESG (Environmental, Social and Governance), que é a sigla em inglês para elevados padrões ambientais, sociais e de governança). Divulgamos Relatório de Sustentabilidade auditado há 14 anos e temos inventário de gases de efeito estufa certificado há mais de 10 anos. Temos ainda dois projetos de Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL) aprovados na ONU, sendo o primeiro em 2005 e já vendemos créditos de carbono no mercado mundial. Além disso, temos indicadores ESG em todas as nossas operações”, destaca Sérgio Ribas.
Na avaliação do executivo, ao investir em ESG a empresa é reconhecida por sua ética nos negócios, o respeito à dignidade humana e à responsabilidade ambiental. Com isso, atrairá os melhores funcionários, desenvolverá relacionamentos mais estreitos com os clientes e com a sociedade e, como consequência, criará mais valor econômico a longo prazo. A companhia trouxe, em seu último relatório de sustentabilidade, excelentes resultados, tais como a redução de 8% das emissões de gases que contribuem para o efeito estufa, além da reciclagem de mais de 200 mil toneladas de aparas de papel.

Esse novo ciclo iniciado pela Irani é coroado pela mudança da marca. Muito mais que uma mera mudança na imagem da empresa, a nova marca representa o início de uma nova era de crescimento e evolução contínua. Inspirado no movimento de uma bobina de papel, a nova logomarca representa a expansão, o crescimento e a prosperidade, não só da Irani, mas de todos os stakeholders e da sociedade como um todo. Ao mesmo tempo, evidencia a busca permanente pelo aprimoramento contínuo e a excelência operacional, sempre atuando no foco do cliente, com simplicidade, agilidade e transparência. “A nova marca chega para consolidar a evolução da Irani e a renovação do nosso compromisso com o país, com nossos clientes, colaboradores, fornecedores, acionistas e parceiros de negócios, com as comunidades onde atuamos, com a sustentabilidade e com o firme propósito de seguir liderando um processo de inovação e fortalecimento da cadeia produtiva”, conclui Ribas.